9 de dez de 2009

Caso Arruda: Estudantes transferem ocupação para garantir CPI

Os estudantes que até esta segunda-feira (7/12) ocupavam o plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) se transferiram para as galerias e corredores próximos para permitir a instalação da sessão extraordinária da Casa em que seu presidente, deputado Cabo Patrício (PT), leu os pedidos de impeachment do governador José Arruda e seu vice, Paulo Otávio, ambos do DEM.

Edson Charles/CLDF



Deputados Reguffe (E), Patrício (C) e Milton Barbosa na Mesa da Sessão
Começou às 10h30min a sessão extraordinária para leitura dos pedidos de impeachment do governador Arruda. Além do presidente da Câmara em exercício, deputado Cabo Patrício (PT), estão presentes os deputados Milton Barbosa (PSDB), 3º secretário da Mesa Diretora, Chico Leite (PT), Erika Kokay (PT), Jaqueline Roriz (PMN), Paulo Tadeu (PT), Raad Massouh (DEM), Reguffe (PDT) e Rogério Ulysses (PSB).


Gustavo Alves
Na segunda-feira (7/12), o deputado Cabo Patrício (PT) negociou para que os estudantes deixassem o plenário da Câmara voluntariamente
Os pareceres lidos se referem a 10 pedidos de impeachment encaminhados à CLDF, dentre os quais, o pedido apresentado por Francisco Domingo dos Santos, o Chico Vigilante, presidente do PT-DF. Outros pedidos de impeachment foram apresentados pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de outras entidades e também pessoas físicas.


O pedido do advogado Evilázio Viana Santos, acatado pela Procuradoria foi lido pelo deputado Milton Barbosa. Reguffe (PDT) leu os pareceres aos pedidos julgados improcedentes e a denúncia de Estefânia de Souza de Viveiros, presidente da OAB-DF.


Durante a leitura dos pareceres, os estudantes acampados no prédio manifestaram-se diversas vezes, com palavras de ordem e vaias aos nomes citados nos relatórios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário