24 de jun de 2010

Tenda do CUCA-SP é opção para ver os jogos do Brasil




Espaço localizado dentro da sede das entidades, na Rua Vergueiro, 2485, na Vila Mariana, irá transmitir todos os jogos da seleção; primeira partida atraiu estudantes de todos os lugares da capital

Ansiedade, nervosismo, unhas ruídas, pés inquietos, alívio e alegria. Sensações e ‘tiques’ que tomaram conta da torcida que assistia a primeira partida do Brasil na Copa da África na tenda do CUCA-SP. O espaço que já acolhe diversas manifestações culturais da juventude se rendeu ao futebol. O CUCA-SP, em parceria com a União dos Estudantes do Estado de São Paulo (UEE-SP), preparou-se para receber os torcedores em todos os jogos da seleção. “Atingimos nosso objetivo, que era reunir estudantes na grande confraternização que é a Copa do Mundo”, declarou a coordenadora geral do CUCA-SP, Tais Nascimento.

A expectativa era grande também por goleada nesse primeiro jogo da Seleção Brasileira contra a Coreia do Norte. O placar ficou em 2 a 1 para o Brasil, o que muitos consideraram pouco. O “mistérioso time”, como classificou o comentarista do EstudanteNet André Dayan, causou foi certa apreensão aos brasileiros.

Primeiro tempo
No início do jogo, às 15h30, um forte sol de outono iluminava a sede das entidades e a tenda do CUCA-SP. Foi preciso adaptar o ‘palco’ e deixar de lado o grande telão, usando uma das paredes para projetar a Copa. A área foi toda decorada com tecidos verde e amarelo, além de bandeiras do Brasil.

O presidente da UEE-SP, Carlos Siqueira, lembrou que eventos como esse já foram realizados na sede, mas que desta vez “o espaço está mais bonito e adequado”. O café, batizado de “Enquanto isso”, não parava de servir o público que ficou o tempo todo gritando, torcendo e tocando as famosas “vuvuzelas”.

“É ótimo ver que as entidades estão usando e valorizando esse espaço”, opinou Osvaldo Lemos, ex-diretor da UBES que se reuniu aos amigos e demais torcedores. “O CUCA paulista está de parabéns pela iniciativa. O desafio agora é continuar promovendo atividades assim e trazer mais estudantes para cá. O primeiro passo foi dado”, completou.

A União Paulista de Estudantes Secundaristas (UPES) também movimentou a sede das entidades com a alegria da estudantada. Apareceu por lá, junto com a namorada, Artur Herculano, ex-presidente da entidade. Ele justificou que assistir o jogo na sede das entidades estudantis tem grande significado. “Não há símbolo maior de patriotismo do que a UNE e a UBES, por isso este é o melhor lugar pra estar”, defendeu.

Ver o primeiro jogo da seleção em plena terça-feira pós-almoço na Vila Mariana foi opção também de Leo Saldanha. O sonoplasta - crítico do ensurdecedor barulho das vuvuzelas - afirmou que valeu a pena. “O pessoal está agitado e a fim de ver nosso time ganhar”, comentou ele que assistiria em casa a partida. “Aqui é bem melhor”.

Durante o primeiro tempo a atuação dos jogadores brasileiros não empolgou muito. A ponto de provocar bocejos dos torcedores ávidos por ver a rede tremer. “Esse jogo está muito devagar”, resmungaram alguns, como a secretária Elaine Cristina de Souza. Ela inaugurava sua participação em torcidas assim. “É minha primeira vez. Sempre assistia em casa”, disse compartilhando a experiência.

Foi novidade também para o analista de sistemas Fernando Carli, que admirou a energia dos torcedores. “É disso que o time brasileiro precisa”, afirmou às vésperas do intervalo adivinhando que o segundo tempo seria melhor. “Agora o Dunga vai dar uma bronca neles e vão melhorar”, sentenciou.

Etapa complementar
Não deu outra. Logo nos primeiros minutos do retorno ao campo a seleção brasileira marcava seu primeiro gol. “Eles estavam só fazendo suspense”, brincou Fernando.

A exibição deste jogo de estréia no espaço CUCA-SP foi mais um aquecimento, e promete muito mais durante a Copa. “Nas próximas partidas vamos mobilizar e trazer mais público”, disse Taís Nascimento. No mesmo tom de uma seleção que, no primeiro jogo, tem a cautela de garantir a vitória.


Mais dois jogos da Seleção Brasileira na primeira fase do torneio estão próximos:

25/06 – 11h – Brasil x Portugal (Durban)

Sandra Cruz
Fotos: Anne Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário