16 de set de 2009

Comemoração e homenagem na posse da UEE-SP





Estudantes universitários e secundaristas, autoridades, integrantes de movimentos sociais e estudantis lotaram o auditório da UNIP onde foi realizada nesta quinta-feira, 10, a cerimônia de posse da nova diretoria da União Estadual dos Estudantes de São Paulo e da UNE.

Sob o lema “por uma nova universidade para São Paulo e para o Brasil” os integrantes da gestão 2009/2011 da UEE paulista dão início a um novo capítulo de lutas da entidade que comemora 60 anos de história em defesa dos interesses dos estudantes do estado. Mais de trezentas pessoas, incluindo estudantes, representantes de entidades e parlamentares saudaram a UNE e a UEE, desejando sucesso e força para atingirem os objetivos nesse próximo período. Augusto Chagas, atual presidente da UNE e ex-presidente da UEE paulista por duas gestões consecutivas lembrou os desafios e legados que a nova diretoria assume. “O próximo período será de muitos debates para a construção de um novo País”, comentou Chagas, citando que os estudantes terão oportunidade de discutir a questão do pré-sal. Uma das bandeiras dessa gestão é que 50% dos recursos provenientes das commodities sejam direcionados à educação. Uma educação de qualidade, pública e acessível a todos é também é meta da UEE, que promete muita luta. “Vamos trabalhar para fortalecer e organizar os CAs e DCEs. Combateremos todas as ações que as universidades privadas aplicam aos estudantes, que pagam mensalidades abusivas. Temos muito o que fazer em São Paulo, onde existe ainda um freio de mão que nos puxa e faz o Brasil recuar. Construiremos lutas para defender os estudantes e trabalhadores de São Paulo”, bradou Carlos Eduardo Siqueira, o presidente empossado.

Na noite de muita comemoração, Carlos Eduardo aproveitou para homenagear Ivan Seixas, ex-preso político presente no evento, por ocasião dos 30 anos da Anistia no Brasil. “A anistia foi a primeira grande derrota da ditadura”, resumiu Seixas que agradeceu o ato e convidou todos os presentes para participarem da Caravana da Anistia, que chega a São Paulo nesta sexta-feira.

Muitos dos convidados presentes na cerimônia deixaram sua saudação para as entidades. Leia abaixo apenas algumas das manifestações de apoio.

José Genoíno, deputado federal PT-SP
“Os estudantes brasileiros são protagonistas desse novo projeto de País que estamos construindo. Considero que o fundo do pré-sal deveria ir sim todo para a Educação e Tecnologia. Esse novo projeto tem na juventude uma força essencial. Parabéns aos presidentes das entidades!”

Evandro Losacco, da Secretaria de Transportes e da direção estadual do PSDB
“Essa gestão da UEE-SP é bastante plural, o que é fundamental em um processo democrático. E não se trata de um papel partidário, mas sim político, na luta constante por uma educação melhor”.

Zeca Pires, chefe de gabinete da Liderança do PC do B na Assembléia
“A UEE tem um papel importante no cenário político do maior estado da federação. As entidades vêm contribuindo com a reforma da educação em Sáo Paulo e no Brasil, em especial na luta pela reforma universitária que está em curso”.


Cesar Calegari, secretário de Educação da prefeitura de Taboão da Serra e representante do Conselho Nacional de Educação.
“temos que batalhar pela educação. Saúdo os estudantes nessa nova etapa”.

Dalmo Viana, coordenador da Juventude do PSB-SP
“O processo democrático é enriquecido quando há debates de todas as forças, como que vemos aqui. Parabenizo a UEE-SP e a UNE e afirmo que estaremos juntos nessa luta pela melhoria da educação”.

Rosina Conceição, da União Brasileira de Mulheres (UBM)

“Nós que lutamos pelos direitos das mulheres sabemos que a questão está sendo tratada dentro do movimento estudantil”.

Hugo Valadares, presidente da Associação Nacional de Pós-graduandos
“Fico feliz por estar presente na posse dessas duas entidades tão combativas e que chegarão longe. Tenho certeza que ao final das gestões poderemos comemorar muitos avanços”.



Aline, diretora de comunicação da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas
“Temos muito orgulho de participar da posse dessas entidades irmãs da UBES. Represento aqui os secundaristas que tem o histórico de sair às ruas e ir à luta pela educação de qualidade, e não ficarem apenas no discurso”.

Arthur Herculano, presidente da UPES-SP
“Esse evento é um marco para os secundaristas. Trata-se de um grande desafio que a UNE e a UEE-SP assumem: a construção um novo projeto para a universidade paulista. Temos a esperança de construir uma educação publica de qualidade e democrática, acessível a todos. Vamos batalhar pela educação. Saúdo as gestões que se iniciam”.

Da Redação Fotos: Mauricio Hermann

fonte: estudanteNet



Nenhum comentário:

Postar um comentário